segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

407 - à conversa com os pais no Seixal

Na passada semana tive o privilégio de ser convidado para moderar o encontro “Aprender acordado! Conversas sobre distúrbios do sono” que teve lugar no Auditório dos Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal.
Nele participaram a Professora Doutora Helena Rebelo Pinto e a Dra. Teresa Rebelo Pinto e contou com a apresentação do projeto do Agrupamento de Escolas Dr. António Augusto Louro, “Dormir para ser feliz”, inserido no projeto “Dormir + para ler melhor”.


Confesso que foi um final de tarde memorável onde adultos em geral puderam tomar consciência da necessidade de criar e manter hábitos de sono saudáveis e regulares. 

O Projeto “DORMIR+ para LER MELHOR” resulta de uma parceria entre o Plano Nacional de Leitura e o Centro de Electroencefalografia e Neurofisiologia Clínica e visa a promoção da leitura, partindo dos benefícios que a qualidade de sono das crianças e dos jovens trazem para que leiam melhor, compreendam melhor e aumentem o seu sucesso escolar escolar. A qualidade do sono, prática pouco cumprida nestas faixas etárias, assume um papel fundamental no pleno desenvolvimento individual, nomeadamente, no que concerne ao nível de literacia atingido. Dormir+ significa, pois, estar em melhores condições físicas, ter mais energia para Ler+ e para compreender melhor o que se lê. Dormir+significa Ler+ e Melhor com os indiscutíveis benefícios que a capacidade de compreender traz para o desenvolvimento das literacias e para que se aprenda mais.  

DESTINATÁRIOS 

Crianças e jovens dos estabelecimentos de educação e de ensino da rede pública (envolvendo diretamente docentes, crianças e alunos, da Educação pré-escolar e do ensino básico). 


DESENVOLVIMENTO DO PROJETO   

Propõe-se que os estabelecimentos de educação e de ensino apresentem um projeto, que permita às crianças e jovens consciencializarem a importância do sono para o desenvolvimento das suas competências leitoras, da sua capacidade de aprendizagem e do seu sucesso escolar.

Educadores e professores, no âmbito da sua prática docente, e na sequência da formação em que participaram no primeiro ano do projeto ( 1ª fase ), deverão propor intervenções que ajudem a identificar nas crianças e nos jovens com quem trabalham indícios de comportamentos eventualmente relacionados com a falta de qualidade do sono, constituindo-se, simultaneamente, como agentes na promoção da qualidade do sono junto dessas crianças, dos jovens e dos adultos com quem estes vivem.  

Materiais sobre este projeto podem ser consultados aqui