terça-feira, 21 de maio de 2013

349 - Visita de estudo à Finlândia: The teaching profession, teacher education and basic education VIII

Ser professor na Finlândia



Um dos aspetos centrais da minha visita à Finlândia e que acaba por ser a descoberta da "chave" que permite explicar o sucesso do sistema educativo Finlandês e onde acho mesmo que a diferença se faz, relativamente a outros paises, é a forma como a sociedade vê a profissão docente. Ser professor nesse país é muito bem visto e, deste modo, muita gente deseja esta profissão.

Isto muda tudo! Havendo muitos candidatos à docência a Universidade pode selecionar os melhores e investir neles, preparando-os convenientemente. Como resultado há sempre muito bons orientadores de estágio, professores estagiários, ligação entre universidades e escolas, teoria e prática.

A partir daqui tudo muda: muda a confiança que se tem nos professores e nos alunos, muda a autoestima, muda a forma como cada um se envolve na vida da escola.

A confiança dos filandeses neste sistema é tal que acabaram com a inspeção da educação e o controle sobre escolas e professores. Reina a confiança!

---
Tudo isto acaba por ser um ciclo vicioso que acaba por não poder ser transferível para países como Portugal no qual se corre até o risco de abrir vagas para docentes em determinados grupos especializados e não haver candidatos... Escolhe-se quem vier...

---
Tanto se fala em reforma do estado, talvez fosse bom pensar-se o que se espsra das escolas? Queremos, desejamos, ansiamos por um ensino de qualidade ou não? amamos os nossos professores? cuidamos deles? damo-lhes  dignidade? (dão eles próprios tiros no pé?